Holanda
Tricampeã em bater na trave!

Seleção da Holanda

Análise

Além de “Laranja Mecânica”, a seleção holandesa também ficou conhecida nos mundiais por sempre bater na trave. A equipe já chegou a três finais da Copa, mas nunca conquistou o título. A primeira dessas tentativas foi em 1974, quando a Holanda voltou à competição após 36 anos de fora. Naquele ano, a equipe surpreendeu e encantou o mundo com o seu futebol-arte, mas terminou em segundo lugar depois de perder para a Alemanha Ocidental, anfitriã da Copa naquele ano. Quatro anos depois foi mais uma vez derrotada na final e, coincidentemente, também pelo time da casa, a Argentina. Por fim, foi superado pela Espanha por 1x0 na final da Copa da África do Sul e conquistou mais uma segunda colocação

Apesar de campanhas irregulares desde 2010, a Holanda foi a primeira equipe europeia a garantir uma das vagas para a Copa no Brasil, ficando nove pontos à frente da Romênia, 2ª colocada do grupo nas eliminatórias. Não mais com aquele futebol que encantou o mundo há quarenta anos, a Holanda ainda tem jogadores como Rafael Van der Vaart, Wesley Sneijder e Arjen Robben que garantem o refinamento do conjunto laranja, mas o foco agora é uma busca objetiva e eficiente pelo resultado.

Para a sorte do técnico Louis Van Gaal, jogadores importantes na campanha que levou a equipe holandesa à segunda colocação estarão presentes também este ano, como o atacante Robin Van Persie. Por outro lado, a Laranja não conta com o lateral-esquerdo Jetro Willems, do PSV, e Kevin Strootman, do Roma, todos lesionados. Ainda assim, a Holanda tem chances de fazer uma boa campanha, mesmo que não seja forte candidata ao título este ano.


Destaque

Robin Van Persie

Robin Van Persie. O jogador de 30 anos já disputou 83 partidas vestindo a camisa da Holanda e marcou 42 gols. Com isso, se tornou o maior artilheiro da seleção holandesa e é a esperança de gols da Laranja.

Fique de olho

Memphis Depay

Memphis Depay. Revelado no PSV, um dos três grandes times dos Países Baixos, o atacante de 20 anos faz sua estreia em Copas como uma grande promessa da seleção holandesa. Além dos dribles rápidos, tem facilidade em atuar pelos dois lados do campo.

Treinador

Louis Van Gaal

Louis Van Gaal. Van Gaal tem 62 anos e está à frente da seleção holandesa pela segunda vez desde 2012. A primeira vez havia sido em 2001 e 2002, mas o fracasso holandês nas eliminatórias da Copa de 2002 resultou na sua saída da seleção. Com fama de disciplinador, o técnico tenta se redimir e fazer uma campanha regular e satisfatória do começo ao fim dessa Copa. Além disso, está cotado para assumir o Manchester United após o Mundial no Brasil.


Time base

A equipe costuma entrar em campo com o 4-4-2, mas durante o jogo acaba alterando o esquema para 4-2-3-1 com o recuo de Robben, que tem se mostrado um motor ofensivo para o meio de campo. Dependendo da situação, Van Gaal pode ainda colocar um outro atacante em campo e avançar com um 4-3-3, como fez em várias partidas das Eliminatórias.


Convocados

Goleiros:

Jasper Cillessen (Ajax)
Tim Krul (Newcastle/ING)
Michel Vorm (Swansea/GAL)

Defensores:

Daryl Janmaat (Feyenoord)
Paul Verhaegh (Augsburg/ALE)
Daley Blind (Ajax)
Stefan de Vrij (Feyenoord)
Bruno Martins Indi (Feyenoord)
Ron Vlaar (Aston Villa/ING)
Joel Veltman (Ajax)
Terence Kongolo (Feyenoord)

Meio-campistas:

Nigel de Jong (Milan/ITA)
Leroy Fer (Norwich City/ING)
Jordy Clasie (Feyenoord)
Georginio Wijnaldum (PSV)
Jonathan de Guzman (Swansea/GAL)
Wesley Sneijder (Galatasaray/TUR)

Atacantes:

Dirk Kuyt (Fenerbahçe/TUR),
Arjen Robben (Bayern de Munique/ALE)
Jeremain Lens (Dínamo de Kiev/UCR)
Klass Jan Huntelaar (Schalke 04/ALE)
Robin Van Persie (Manchester United/ING)
Memphis Depay (PSV)

História

Das nove participações em Copa do Mundo, a Holanda chegou a três finais. A primeira foi sob o comando do técnico Rinus Michels, que marcou o futebol holandês ao idealizar o “futebol total”. A Laranja enfrentou o time da casa, a Alemanha, e conquistou o primeiro vice-campeonato. Quatro anos depois a história se repetiu. A seleção foi derrotada na final pelo time da casa, dessa vez, a Argentina. A última tentativa frustrada foi em 2010, na África do Sul, quando Andrés Iniesta adiou o sonho do primeiro título holandês e colocou a Espanha em primeiro lugar.

Contra o Brasil

A Seleção Brasileira já entrou em campo contra a Laranja quatro vezes, mas não tem um histórico a seu favor. Com a derrota nas quartas-de-final por 2x1, o Brasil já perdeu dois dos confrontos contra a Holanda e venceu apenas um. A vitória foi pela Copa do Mundo de 1994, nos Estados Unidos, quando a seleção canarinho desclassificou os holandeses com um placar de 3x2.



Palpite: Pode surpreender