Alemanha
Chegou a vez de finalmente vencer?

Seleção da Alemanha

Análise

Que a seleção alemã é uma das mais fortes do mundo ninguém discute. Está fora de cogitação debater a qualidade do grupo e o futebol apresentado pelo país tricampeão mundial. A atual safra da Alemanha é uma das melhores da história. Muito disso deve-se ao fortalecimento da Bundesliga, campeonato nacional alemão. Os clubes passaram a investir forte na base e revelam jogadores de ponta quase que constantemente. O reflexo disso é o Bayern de Munique, umas das equipes mais fortes do mundo e base da seleção.

Apesa disso, a Alemanha ainda tem um calo que incomoda: a falta de conquistas com a seleção nacional. O último título de relevância veio apenas em 1996, com a Eurocopa. De lá para cá, só fracassos. A equipe se especializou em bater na trave nas competições. Foi vice-campeã mundial em 2002, perdendo para o Brasil, terceira colocada na Copa de 2006, na própria Alemanha, vice-europeia em 2008 após perder para a Espanha e terceira colocada na Copa de 2010. Na Euro de 2012, chegou às semifinais, mas sucumbiu perante à Itália de Mario Balotelli. Além de talentosa, essa geração alemã está começando a ficar conhecida como a equipe do quase - encanta, mas não leva.

A chance de tentar reverter isso é agora em 2014. Principalmente porque o grupo está mais amadurecido. Praticamente todo o time base da Alemanha já foi para uma Copa do Mundo ou Eurocopa. A experiência pode ser decisiva para não falhar outra vez. Além disso, há uma mística que pode jogar a favor: um tetracampeão Mundial surge a cada 24 anos. Foi assim com o Brasil (1994) e Itália (2006). Chegou a vez da Alemanha? Os números já indicam que sim - a última Copa alemã foi em 1990, na Itália.


Destaque

Mesut Özil

Mesut Özil. O meia do Arsenal fez uma boa temporada pelo clube inglês e tem tudo para manter o nível na Copa. Na Alemanha, Özil já exerce o papel de maestro da equipe. Tanto que sempre está na lista de convocados do treinador Joaquim Löw.

Fique de olho

Klose

O torcedor deve ficar de olho no atacante Klose não só pelo faro artilheiro que ele tem para fazer gols, seja pelo ar ou com a bola nos pés. Klose merece atenção porque pode entrar para a história como o jogador que mais marcou gols em Copas do Mundo. O jogador balançou as redes 14 vezes em Copas e pode ultrapassar o brasileiro Ronaldo, que tem 15.

Treinador

Joaquim Löw

Joaquim Löw. Pesa contra si o fato de não ter títulos com a seleção alemã. No entanto, é indiscutível que sabe aproveitar o melhor da excelente safra do país. O futebol desenvolvido pelos germânicos é um dos melhores do mundo.


Time base

Armada há tempos no 4-2-3-1, a Alemanha tenta explorar o que tem de melhor no seu grupo. A movimentação no trio de armação ofensivo é o grande diferencial do esquema de Löw. Podolski, Özil e Müller normalmente são os titulares, mas há espaço para as entradas de outras peças como Götze e Müller sem que a formação seja desfeita.


Convocados

Goleiros:

Manuel Neuer (Bayern de Munique)
Roman Weidenfeller (Borussia Dortmund)
Ron-Robert Zieler (Hannove)

Defensores:

Jérôme Boateng (Bayern de Munique)
Erik Durm (Borussia Dortmund)
Kevin Grosskreutz (Borussia Dortmund)
Benedikt Höwedes (Schalke 04)
Mats Hummels (Borussia Dortmund)
Philipp Lahm (Bayern de Munique)
Per Mertesacker (Arsenal/ING)

Meio-campistas:

Julian Draxler (Schalke 04)
Matthias Ginter (Freiburg)
Mario Götze (Bayern de Munique)
Sami Khedira (Real Madrid/ESP)
Toni Kroos (Bayern de Munique)
Thomas Müller (Bayern de Munique)
Mesut Özil (Arsenal/ING)
Marco Reus (Borussia Dortmund)
Christoph Kramer (Borussia Mönchengladbach)
Bastian Schweinsteiger (Bayern de Munique)

Atacantes:

André Schürrle (Chelsea/ING)
Lukas Podolski (Arsenal/ING)
Miroslav Klose (Lazio/ITA)

História

Apesar de não ter a maior quantidade de títulos, a Alemanha é a seleção mais vitoriosa das Copas no aspecto de medalhas. São onze no total - três ouros, quatro pratas e quatro bronzes. Os alemães chegaram a sete finais, o mesmo número do Brasil. São tricampeões mundiais (54, 74 e 90). Também é o país que mais chegou a semifinais - 12 no total. Só ficou de fora de dois Mundiais - o primeiro em 1930 e a Copa do Brasil em 1950. Então, está será a primeira vez da Alemanha no Brasil em Copas do Mundo.

Contra o Brasil

Curiosamente, Alemanhã e Brasil se enfrentaram muito pouco em Copas. A Seleção Brasileira só defrontou os alemães uma vez em Mundiais, venceu por 2x0 na final de 2002, disputada na Coreia do Sul e Japão. Além disso, a Seleção encarou a Alemanha Oriental em 1974, disputa na Alemanha Ocidental. Brasil venceu por 1x0.



Palpite: Favorita ao título