Grupo B

Espanha, Holanda, Chile e Austrália

Quando as bolinhas do sorteio colocaram Espanha e Holanda lado a lado no mesmo grupo da Copa do Mundo, todos imaginaram como seria o reencontro dos dois últimos finalistas do Mundial de 2010. Será o grande jogo de toda a primeira fase sem dúvida. Aquele que perder possivelmente terá outra pedreira pela frente já nas oitavas, o Brasil. Logo, é duelo de vida ou morte. Uma pena para o Chile que, mesmo como uma boa equipe, deverá ficar pelo caminho. Azar mesmo que teve foi a seleção da Austrália, que nem um elenco tão competitivo possui para botar medo nos outros três adversários.


O favorito - Espanha

Foto: Federação Espanhola

Por ser a atual campeã europeia e mundial, a Espanha aparece como favorita no grupo. Além disso, os espanhóis estão conseguindo manter o bom nível quando exigidos. A base é praticamente a mesma que tem ganhado praticamente tudo que disputa. O comando também é o mesmo, Vicente del Bosque. A Fúria só precisa ficar de olho para evitar tropeços contra Holanda e Chile.

Segunda força - Holanda

Foto: Fifa

A Laranja vem com sentimento de revanche para cima dos espanhóis após a final perdida em 2010. Não apresentam um futebol tão envolvente como antes, mas ainda chegam com o peso suficiente para jogar de igual para igual com qualquer seleção, incluindo a Espanha. Só deve ficar atenta ao Chile, que está doido para beliscar a segunda vaga.

A zebra - Austrália

Foto: Fifa

Impossível não apontar a Austrália como zebra neste grupo. A equipe da Oceania vem bem abaixo dos últimos anos e não inspira confiança contra os outros adversários. No amistoso contra o Brasil, por exemplo, sofreu um sonoro 6x0.


O jogo - Espanha x Holanda - 13 de junho - Fonte Nova, em Salvador

É a revanche da última final da Copa do Mundo. Em 2010, a Fúria levou o título ao vencer por 1x0 - resultado que não é esperado novamente pelos holandeses. Salvador que deu sorte de receber tal confronto recheado de tantos craques. Vai atrair olhares não só da Bahia como do mundo inteiro.


Foto: AFP

O craque - Andrés Iniesta - Espanha

O meia do Barcelona foi o grande personagem no último duelo entre espanhóis e holandeses, na final da Copa 2010. Dessa vez, não deve ser diferente. Iniesta possui visão de jogo suficiente para desequilibrar partidas complicadas. Além disso, geralmente aparece para marcar gols, como fez na final da África do Sul. Deve ser o craque da chave.



Fique de olho - Robin Van Persie - Holanda

Um dos artilheiros do Manchester United, Robin Van Persie é o grande nome da Holanda na busca pela primeira colocação do grupo. O atacante não perdoa as chances que aparecem para ele e deve botar medo nas defesas da chave.

Foto: AFP


Curiosidade

Espanha e Chile dividiram a mesma chave em 2010. Na ocasião, pelo Grupo H, os espanhóis venceram por 2x1 e garantiram a classificação rumo ao título.



A aposta

Espanha em primeiro e Holanda em segundo